A Estranha Dama ganhará nova versão em 2018

No ano de 1989 a novela “La Extraña Dama” rompeu todos os recordes de audiência na Argentina e se tornou, naquele momento, a novela argentina de mais sucesso da história do país, sendo exibida por toda América e Europa. No Brasil a novela foi transmitida pelo SBT em 1991 com o título “A Estranha Dama” e foi reprisada pelo canal de Silvio Santos pouco mais de um mês após seu término, graças seu grande sucesso.

Depois de quase 30 anos desse êxito, protagonizado Luisa Kuliok e Jorge Martínez, produtores argentinos querem realizar uma nova versão do folhetim. Segundo o portal TVBajoCero, as negociações com a produtora Pol-ka estão avançadas e a ideia é que a atriz Natalia Oreiro protagonize a novela.

Perguntado sobre a nova versão, o ator Jorge Martínez, protagonista da trama original, disse estar muito feliz com o remake e contente com a escolha de Natalia Oreiro para viver a Estranha Dama.

Vale recordar que em 2011 foi noticiado que a rede mexicana TV Azteca realizaria uma versão de La Extraña Dama. Edith González teria sido confirmada como protagonista da novela, porém o projeto não chegou a acontecer.

A história

La Extraña Dama conta a história de Gina Falcone (Luisa Kuliok), uma moça inocente que se envolve com Marcelo Ricciardi (Jorge Martínez), um jovem aristocrata. O casal é separado por Domenico Falcone (Aldo Barbero), irmão de Gina, e Marcelo acaba se casando com outra mulher, sem saber que sua amada estava grávida. Desprotegida, Gina é internada num convento onde dá a luz à pequena Fiamma.

Gina é enganada e pensa que a filha nasceu morta, mas na verdade foi entregue a Marcelo, que acredita que Gina morreu no parto. Cheia de dor e ressentimento, Gina foge e se interna em outro convento sob o nome de Irmã Piedade. Anos depois ela descobre que sua filha não morreu e que vive com o pai. Querendo vingança e também ter sua filha de volta, Gina passa a fugir do convento pelas noites e entra novamente na vida de seus algozes, mas agora como a Baronesa de Manfredi, a estranha dama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *